Notícias>
Publicado em 15/07/2015

Guarda Mirim: 50 anos transformando vidas

Com apoio de consulado japonês, entidade da zona leste ganha novas salas de aula

A Guarda Mirim nasceu há 50 anos com uma nobre missão: formar cidadãos. São tantas vidas transformadas que já não é possível nem mensurar precisamente quantas. Certo é que quem tem a oportunidade não quer desperdiçar. Paulo Henrique de Jesus Lopes é um dos 510 jovens que a entidade atende hoje. Aos 15 anos, ele acaba de ser efetivado em seu primeiro trabalho como auxiliar administrativo, conquista que só foi possível graças ao curso que ele faz na Guarda.

Falar um pouco da importância da Guarda Mirim em sua vida é ir além de vibrar com o emprego conquistado. "É um novo caminho. Ainda bem que abracei tudo isso aqui, senão com certeza estaria jogado aí pelas ruas da cidade", destacou o garoto. E basta conversar um pouquinho com cada um dos jovens que lá estão para ter essa percepção. Não à toa a fila de espera já bate na casa dos 600 adolescentes, que aguardam ansiosamente uma chance como a de Paulo. Para esses, uma notícia muito boa foi anunciada ontem. A inauguração das três novas salas do complexo sul, realizada ontem, vai abrir a possibilidade de ampliar o atendimento a 150 novos jovens.

"Sempre nos preocupamos muito em atender o maior número de jovens, tirá-los das ruas e poder propiciar a eles uma vida digna. Não existe alegria maior que transformar a realidade de jovens carentes, e vê-los se tornando cidadãos de bem e profissionais competentes", comenta a presidente da Guarda Mirim, Kimiko Yoshii, voluntária há 15 anos.

As novas instalações só foram possíveis graças à ajuda do Japão, que enviou através do consulado japonês do sul do Brasil o dinheiro para realizar as obras. As novas salas foram construídas na entrada do ginásio poliesportivo e têm capacidade para atender 25 alunos. Além delas também foram construídos uma arquibancada ao lado da quadra e um almoxarifado. A sede da Guarda Mirim conta agora 14 salas de aula. "Com isso nós praticamente dobramos a nossa capacidade inicial", comemora Kimiko, acrescentando que os novos alunos já estão sendo inscritos e que as aulas devem começar em agosto.

A Guarda Mirim oferta atualmente dois cursos de aprendizagem profissional: auxiliar administrativo e operador de comércio e varejo. Além disso ainda são ofertadas oficinas de fortalecimento de vínculos, que consistem no desenvolvimento social através de atividades ligadas à arte, dança, música e iniciativas sustentáveis. Pouco mais de 33% da verba que mantém a entidade é proveniente de um convênio com a Prefeitura. Uma outra parte vem das taxas sociais pagas pelas empresas e o restante é arrecadado em eventos beneficentes. Dinheiro este que ajuda a construir histórias como a do Antônio Savio, de 19 anos. Ele está prestes a se formar operador de comércio e varejo. O jovem, que veio de Porto Velho (RO), celebra a efetivação em uma construtora parceira do projeto depois de pouco mais de um ano como aprendiz. "Se não fosse por aqui, seria difícil ter conseguido. Foi o pontapé para tudo em minha vida. Para quem está aqui ou vai entrar é dar o seu melhor sempre", receita ele, que já indicou o curso a seus dois irmãos menores.

Existem três formas de entrar na Guarda Mirim. O próprio jovem pode deixar o seu nome na lista ou ser indicado por uma empresa. Outro caminho é o encaminhamento através da rede social do município. Não há cobrança de mensalidade. 

FONTE: FOLHA DE LONDRINA

Acompanhe as notícias e fique por dentro dos acontecimentos da A.Yoshii.
Sede A. Yoshii - 43 3371-1000 AYA.Yoshii Engenharia
Av. Maringá, 1050 - Centro
CEP 86060-000 - Londrina - PR
Desenvolvedor Sub100A.Yoshii Engenharia © 2011. Todos os direitos reservados.