Notícias>
Publicado em 17/03/2009

Crescimento profissional dentro da empresa

O compositor e maestro Tom Jobim dizia que para fazer música é preciso de 5% de inspiração e 95% de transpiração

O compositor e maestro Tom Jobim dizia que para fazer música é preciso de 5% de inspiração e 95% de transpiração. No mercado de trabalho, a premissa é a mesma. Experiências mostram que o crescimento do funcionário dentro de uma empresa depende da sua dedicação, capacitação e oportunidade para o seu desenvolvimento profissional. É o caso de empresas como a Construtora A. Yoshii, que atua há 44 anos no mercado da construção civil.

Segundo o diretor de Recursos Humanos Aparecido Siqueira a empresa busca ter entre seus colaboradores, pessoas que queiram crescimento profissional e batalhem para isso. "Procuramos pessoas com garra, com vontade de evoluir e se aperfeiçoar. Quando eles entram na empresa com essa vontade, o colaborador e a empresa crescem juntos", explica.

Para tanto, a construtora oferece aos seus colaboradores cursos e vários benefícios, entre eles, cursos de alfabetização, carpintaria, mestre de obras, liderança, chefia, oratória, matemática financeira, a ajuda no pagamento de faculdade, pós graduação, entre outros. Para o diretor de RH o colaborador tem que estar aberto para aprender. "A falta de disciplina e vontade compromete o crescimento?. Cícero Aparecido Pinheiro, 40 anos mestre de obras está em São Paulo desde 1995 pela construtora. Conhecido entre os colegas como Mato Grosso, começou na A. Yoshii como ajudante de obra. ?No começo eles nem queriam me contratar porque eu era muito magrinho. Mas um engenheiro intercedeu por mim e eles me contrataram".

De servente, passou a ajudante de ferragem e hoje mestre de obras, coordenando várias equipes na capital de São Paulo. "Para a gente crescer tem que levar o trabalho a sério e batalhar, é assim que a gente chega lá". Tênis, chuva e dedicação. O encarregado de suprimentos, Anderson José dos Santos, 31 anos começou como boleiro de quadra de tênis. "Tinha um grupo que sempre se reunia para jogar e eu pegava as bolinhas de tênis". Devido à sua dedicação em uma atividade simples, um diretor da A.Yoshii lhe deu uma oportunidade na construtora. "Nessa época, meu trabalho era cuidar do cartão ponto dos operários, receber e distribuir o material na obra. Fiquei nessa função três meses, daí a A. Yoshii me transferiu para o escritório para cuidar do almoxarifado na sede da construtora".Hoje Anderson chefia uma equipe responsável por todos os equipamentos, compra de materiais e EPIs (equipamentos de segurança) de todas as obras da construtora. "Cuidamos também da agenda e manutenção de carros e caminhões das obras de Londrina e das outras cidades".

Atualmente, a construtora possui oito obras em Londrina, num total de dez torres, além de obras de empreitada na área educacional, indústrias e usinas sucroalcooleiras em outros estados do país como São Paulo e Minas Gerais. O encarregado credita o seu crescimento dentro da empresa ao fato de não ficar estagnado nas zonas de conforto. "Se me pedem para fazer algo, sempre procuro fazer algo a mais. Tenho orgulho de trabalhar na minha função e quero crescer mais dentro da empresa. A gente tem que vestir a camisa da empresa e se tenho alguma dúvida, tenho liberdade para perguntar, tenho acesso para conversar com quem for necessário". Para Simoni Bianchi 37 anos, que atualmente ocupa um cargo na mesa diretora da construtora, o investimento no estudo foi fundamental para seu crescimento. Quando entrou na A. Yoshii em 1990, foi na função de auxiliar de escritório. Nesse período, por causa do Plano Collor, o mercado da construção civil passou por uma crise e a empresa enxugou o quadro. "Nessa época eu trabalhei na recepção e continuei exercendo minha função de auxiliar de escritório. O investimento da empresa na minha formação acadêmica possibilitou a minha evolução profissional".

A empresa investiu em seu potencial, cobrindo o custo de duas pós-graduações, um MBA, além de cursos de aperfeiçoamento em São Paulo. "Sempre gostei de estudar. Procurava entender como funcionavam todos os setores da empresa. Sempre trabalhei com o objetivo de melhorar a rotina do trabalho com os ensinamentos da faculdade, sempre colocando em prática aquilo que ia aprendendo". Atualmente Simoni desenvolve junto com a diretoria o planejamento estratégico da empresa.

Segundo o empresário Atsushi Yoshii, presidente do Conselho do grupo A. Yoshii, a função da empresa é proporcionar oportunidade de crescimento aos seus colaboradores. "É claro que com toda responsabilidade, mas é importante darmos autonomia para a pessoa evoluir. E é impressionante ver o desenvolvimento das pessoas. A capacidade de crescimento é algo imensurável e muito bonito de se ver. O que falta em algumas empresas é dar oportunidade, apoio, incentivo e autonomia para o desenvolvimento profissional de seus colaboradores".O empresário também destaca a questão do investimento na capacitação e no estudo para o crescimento profissional de seus colaboradores. ?Uma equipe capacitada é uma equipe competitiva?, finaliza.
Acompanhe as notícias e fique por dentro dos acontecimentos da A.Yoshii.
Sede A. Yoshii - 43 3371-1000 AYA.Yoshii Engenharia
Av. Maringá, 1050 - Centro
CEP 86060-000 - Londrina - PR
Desenvolvedor Sub100A.Yoshii Engenharia © 2011. Todos os direitos reservados.